Em 2011, o Google Analytics incluiu uma atualização muito importante, o Relatório de “Funil Multicanal”, dentro da aba “Conversões”. Nos outros relatórios só era possível saber qual origem foi responsável pela conversão ou venda. Porém,  no Funil Multicanal, podemos saber qual o papel que cada origem desempenhou até a conversão, pois para cada usuário, é gerado um caminho de conversão, uma sequência de interações (por exemplo, facebook.com/referral -> google/organic). E mais, podemos saber quanto tempo levou da interação inicial até a conversão.

Por exemplo, muitas pessoas podem comprar no seu site após clicar em um e-mail marketing. No entanto, esta não foi a primeira interação. Ele pode ter acessado o seu site primeiramente através de um link em um blog ou em uma rede social. Os relatórios de Funil Multicanal mostram como interações anteriores contribuíram para a conversão final.

Caminho de Conversão do Relatório de Funil Multicanal no Google Analytics

Isso é muito bom também para as Campanhas do Google Adwords. Às vezes, há palavras-chave muito clicadas, porém que não convertem. Por isso, sempre antes de excluir ou pausar alguma palavra-chave, devemos analisar no relatório de Funil Multicanal se, apesar de não converter, ela é responsável por dar “assistência” a alguma conversão. É muito comum o usuário que clica no anúncio de Adwords converter através de uma campanha institucional, porém a primeira interação foi com uma campanha de eletrodomésticos, por exemplo.

Comparações entre Funil Multicanal x Outros Relatórios

Relatórios de Conversões do Google Analytics

Atraso na coleta de dados do Funil Multicanal

O Google Analytics demora 2 dias para coletar todos os dados do Funil Multicanal. Quer dizer, não aparecerão dados do dia atual e nem do anterior, ao contrário dos outros relatórios onde os dados são atualizados diariamente (quando o site tem muita visita, os dados completos só serão visualizados após 24h).

Total de Conversões dos Relatórios

O total de conversões de Funil Multicanal é a soma do total das conversões de Meta e o total das Transações de Comércio Eletrônico.

Conversões Diretas

Nos Relatórios do Funil Multicanal, a origem responsável pela conversão é sempre a última. Não importa se for Referência, Direta, Campanha, Orgânico ou CPC. Se um usuário digitou a url do site ou clicou nos favoritos e depois converteu, a responsável é a origem “direta”. Já nos outros relatórios é diferente. Caso a última origem seja “direta”, a atribuição da conversão será dada à origem anterior, se houver.

Por exemplo, nos outros relatórios do Analytics,  se um usuário acessa o seu site através de uma campanha de e-mail marketing e depois converte através de acesso direto (digitou a url), a origem “direta” é ignorada e a conversão é atribuída à campanha.  Já nos Funis Multicanais, a origem “direta” não é ignorada e, corretamente,  ela é exibida como a responsável pela conversão e “campanha” como sendo a interação de assistência.

Eu, particularmente, percebo que há uma diferença muito grande entre os relatórios do Google Analytics. Em diversos projetos, o relatório de Funil Multicanal mostra que a origem “direta” é a grande responsável pelas conversões. E isso causa uma diferença (diminuição) no número de conversões das outras origens.

Porém, isso só acontece com a origem “direta”, caso o usuário tenha acessado o site através de uma campanha e depois converteu como origem “orgânica”, ambos os relatórios mostrarão que “orgânica” foi responsável pela conversão.

Lookback de 30 dias nas conversões

O caminho de conversão do Funil Multicanal é uma sequência de interações (por exemplo, facebook.com/referral -> google/organic). O Google Analytics monitora o usuário, por meio do cookie, durante 30 dias, até ele converter. Esse lookback das conversões não existe nos outros relatórios, só no Funil Multicanal.

Janela Lookback de 30 dias do Funil Multicanal

 

E você, também analisa o Funil Multicanal?

Deixe seu comentário!